Previsão Astral Previsão Astral
Comentário enviado com sucesso!
Aguarde a aprovação!

A linha da Vida.

20/06/2014 20:30

A LINHA DA VIDA
 
            Dentro desse conceito do circular, do cíclico, deparei-me com a filosofia oriental do ciclo dos renascimentos, o SANSARA.
            O SANSARA: “é o ciclo de nascimento, morte e reencarnação, do qual os budistas tentam escapar”.
Note que eles assim o definiram: “o ciclo contínuo”. A palavra SANSARA significa ROTAÇÃO, ou seja, ação da roda.
            E que roda é esta? É a roda da vida, a roda do destino, a roda da fortuna, a carta 10 do Tarô, também chamada de retribuição no tarô egípcio, ou kharma.
 
            Visualize a palavra ROTA.
 
            Há o caminho da vida, a                                             ROTA.
            Quem trilha esse caminho é o                                    ATOR.
            Quem se perde e não vive a vida é o                         RATO.
            Oriente-se no caminho pela                                       TORÁ.
            Ou se melhor preferir pelo                                         TARÔ.
 
            Pense na sua rota, pense no seu caminho, como você o está seguindo e como vem se orientando?          
            Você está sendo o ATOR dessa vida, dessa oportunidade única de se viver o melhor ou está sendo o RATO, e vem se escondendo no esgoto da existência, come o que sobra daqueles que realmente vivem.
            E como vem se orientando para seguir essa ROTA?
Pela tradição, pela TORÁ, ou pelo caminho do místico o TARO, bebendo do vinho do místico. Cabe a você decidir.
            O SANSARA, a rotação, a ação da roda, tão antigo e tão recente, tão próximo de nós. Toda uma filosofia impressa na linha da vida.
            A linha da vida separa o mundo astral do mundo real.
            Veja a importância dessa linha na sua mão, ela separa o físico do metafísico, o limite entre a vida e a morte.
            Tudo o que é possível se ver na mão de uma pessoa está escrito nas linhas delimitadas pela linha da vida.
            O círculo de SANSARA está na palma da mão. Cruze as duas mãos com as palmas voltadas para cima como o símbolo da pomba da paz, encostando polegar com polegar. Agora olhe para a palma das duas mãos juntas, para o monte logo abaixo do polegar e verá os dois pólos complementares do ciclo de SANSARA se formando. Cada metade na palma de cada mão é a metade do ciclo de renascimentos. A linha que se forma com o encontro dos dois polegares é a linha tênue que separa a vida e a morte, o nascimento e o renascimento. Nesse movimento cíclico vamos nascendo para esta vida e renascendo para a outra, nascendo e renascendo, nunca morrendo, neste grande ciclo de aperfeiçoamento até alcançarmos a grande perfeição para enfim podermos retornar para a grande luz que nos deu a vida. A nossa vida é apenas uma fagulha dessa grande vida que é o Grande Cosmo. 
            A linha da vida delimita a existência, ela cria a vida e estabelece o seu limite.
            Na linha da vida a pessoa está só; independentemente de família, de amigos, parentes, filhos, ali é só a pessoa com a sua própria história, com o seu kharma, seus resgates. Nela estão contidas possíveis doenças, acidentes, e até mesmo a morte.
            A linha da vida, como afirmado, separa o mundo real do mundo ideal. Real é o mundo revelado pelos desenhos formados pela palma da mão, ideal é o mundo que está presente no monte abaixo do dedo polegar.
            Lembrando sempre que, segundo este método, a direção das linhas é sempre a direita, então cai por terra a velha crença popular de que: “linha da vida curta, morte precoce”.
            Essa questão de morte e tempo é muito relativa. Há pessoas com 80 anos que nada viveram, e jovens de apenas 18/20 anos com uma intensidade de vida, como se o mundo não lhes guardasse futuro. Então, morrer cedo ou tarde, esta não é a questão, mas sim a forma de como se vive o tempo que nos foi determinado.
            A linha da vida é como uma ampulheta, cabe a você estipular o tempo que lhe resta, ou o tempo que lhe cabe.
            Depende de você ser positivo ou negativo, ver o copo meio cheio ou meio vazio.



Comente esta publicação!

Nome:
E-mail:
Comentário:
Digite os caracteres abaixo: